PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE ITABERABA DR. JOSÉ ANTONIO PROPÕE AO PREFEITO RICARDO MASCARENHAS QUE CRIE EM ITABERABA O LAR PÚBLICO PARA IDOSOS.

por Sergio Franca publicado 13/06/2018 11h23, última modificação 13/06/2018 11h23

            O Programa “LAR PÚBLICO PARA IDOSOS” objetiva proporcionar ao idoso, acolhimento, abrigo durante o dia, cuidados, proteção e convivência adequada a suas necessidades. Nesses espaços, o idoso terá à sua disposição atenção integral com alimentação, higiene pessoal, cultura e recreação, em um local apropriado. Nas referidas unidades, os anciãos contarão com os serviços de profissionais especializados, como nutricionista, professores de educação física e assistente social, e visita de profissionais de saúde. Tais atividades decorrerão de parcerias a serem celebradas entre os governos Federal e Estadual com o Município, como também com a iniciativa privada.

                   A  Lei no 10.741, de 1º de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso), no artigo 3º, estabelece que: ”É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária”.  Portanto, cabe a nós, enquanto representantes deste Poder Legislativo, como o Prefeito na qualidade de Chefe do Poder Executivo Municipal, a família e a população, proporcionarmos condições humanas e dignas aos idosos hipossuficientes, sem condições físicas e/ou mental para cuidar-se.
                    Os anciãos requerem cuidados, cujas famílias, muitas vezes, não lhes podem oferecer.  É cada vez mais comum   
 a situação de idosos semi-dependentes permanecerem sozinhos enquanto filhos, netos e parentes são obrigados a deixar suas casas para trabalharem e estudarem, algumas vezes opta abandonar seu emprego, estudo para cuidar do parente já velho. Há casos, que é o idoso abandonado por sua família, vivendo de maneira sub-humana.

                     Para que se estabeleça a devida proteção social à população idosa nessas situações e para que sejam evitados abrigamentos desnecessário desses idosos em espaços de proteção social especial de alta complexidade, devem ser fomentados serviços que supram a lacuna, que propiciem condições dignas e humanas, que minimizem o sofrimento dos nossos enfadados e cansados velhinhos, oferecendo atendimento humanitário familiar, valorizando a pessoa idosa, respeitando suas limitações, oportunizando o convívio familiar, ampliando à possibilidade de acesso a serviços e direitos e proporcionando-lhes melhores condições de vida.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.